top sep 1

História

A Oleotorres é uma empresa que labora há mais de duas dezenas de anos em várias atividades, sendo uma delas a recolha, reciclagem e gestão de óleo alimentar usado (OAU), proveniente da indústria da restauração, hotelaria e outros produtores destes resíduos.

Neste processo de valorização dos óleos alimentares, a Oleotorres foi pioneira em Portugal. Dados os evidentes benefícios ambientais que resultam desta iniciativa, teve, desde o início, o apoio e a inteira colaboração do Instituto dos Resíduos (agora APA – Agência Portuguesa do Ambiente), encontrando-se devidamente licenciada pelo Ministério da Economia e pelo Ministério do Ambiente, constando da Listagem Oficial de Operadores de Gestão de Resíduos. É a empresa autorizada de acordo com DL n.º 267/2009, para prestar este tipo de serviço em cerca de 80 municípios a nível nacional, para recolha de resíduos alimentares no sector doméstico.

A Oleotorres tem, neste momento, parceria com várias associações do sector a nível nacional, tais como, AIHSA, AHRESP, ACIF e AHETA. É também membro da associação RECIOLEO, que apoia e normaliza gestores desta fileira de resíduos, sendo a única representante da atividade junto do Ministério do Ambiente e uma das responsáveis pela criação do DL n.º 267/2009.

Neste momento a empresa dedica-se à recolha, transporte, transformação, tratamento e reutilização de vários resíduos de diferentes origens, tais como, OAU (óleos alimentares usados), manteigas, margarinas, chocolates, rolhas de cortiça, sabonetes usados individuais com origem na hotelaria (projeto inovador a nível Europeu), detergentes, produzindo vários produtos reciclados, tais como, sabão natural, velas de decoração, detergentes biodegradáveis, gorduras, lubrificantes biodegradáveis etc.

O seu posicionamento tem permitido à empresa fazer um benchmarking coerente com a sua atividade e, resultante do clima altamente competitivo dos mercados onde está inserida, o acompanhamento contínuo dos mais recentes desenvolvimentos. O dinamismo da sua equipa gestora e técnica, que busca incessantemente a diferenciação do produto final, têm permitido criar uma imagem de referência nos mercados em que opera.
É na diversificação, na inovação, na rastreabilidade, na melhoria das condições de recolha e na qualidade dos produtos finais, que a Oleotorres pretende concentrar esforços para contornar a forte concorrência que atualmente enfrenta.

Aumentar a presença em mercados internacionais passa essencialmente pela preparação de uma oferta inexistente e alternativa, que opte pela diferença e que se torne sempre mais competitiva.
Neste contexto, a implementação, e consequente certificação, de um Sistema de Gestão da Qualidade e de sustentabilidade ISCC, surge como uma decisão natural, com o objetivo de atingir os níveis de excelência de desempenho da empresa pretendidos.
  • Apoios

    Apoios
  •  

     
  •  

     
  • Certificação

    Certificação
  •